booked.net

“A BR 364 não aguenta mais só fazer manutenção, ela já precisa fazer a reconstrução”, diz superintendente do DNIT

Na quarta-feira (12), ele anunciou o objetivo de recuperar trechos da BR 364 ainda neste ano, utilizando o método de macadame hidráulico, especialmente no trecho entre Senador Guiomard e Manuel Urbano.

Compartilhe:

Redação Juruá Online

O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Acre, Ricardo Araújo, apresentou aos deputados estaduais os investimentos previstos para as BRs 364 e 317. Na quarta-feira (12), ele anunciou o objetivo de recuperar trechos da BR 364 ainda neste ano, utilizando o método de macadame hidráulico, especialmente no trecho entre Senador Guiomard e Manuel Urbano.

“Sabemos que a BR 364 não aguenta mais só manutenção, precisamos de reconstrução”, afirmou Araújo. “Estamos licitando trechos para execução do macadame hidráulico, e até agosto ou setembro, teremos um trecho de 100 km entre Senador Guiomard e Manuel Urbano pavimentado com esse material, o que trará maior qualidade à nossa rodovia.”

O presidente da ALEAC, Luiz Gonzaga, destacou a importância da BR 364 para o Juruá e todo o Acre. “É importante que cada parlamentar tenha conhecimento do que realmente será feito com a nossa BR 364, principalmente os parlamentares do Juruá, que é uma região que necessita muito de uma BR de qualidade. Quero agradecer ao superintendente do DNIT, Dr. Ricardo, por ter vindo fazer a exposição do que será feito na reconstrução da nossa rodovia, que é um sonho da população da nossa região, e também pelo trabalho que vem sendo realizado”, disse.

O vice-presidente da Assembleia, Pedro Longo, enfatizou a urgência do início dos trabalhos. “Foi fundamental a vinda aqui do Ricardo, né? Porque a gente pode compreender melhor que os serviços que estão sendo feitos, e principalmente aqueles que estão sendo listados e planejados, são serviços de grande porte. Não se está mais falando apenas de tapa-buracos e soluções paliativas, mas sim de uma obra que vai, na verdade, reconstruir a nossa BR. É claro que isso não vai ocorrer de hoje para amanhã. São trechos que estão sendo licitados, mas o importante é que já em 2024 começa o trabalho de reconstrução com alguns lotes, e os demais vão sendo mantidos com os tapa-buracos. O importante é que a população, principalmente do Vale do Juruá, tenha essa segurança de que estamos aqui lutando para que o DNIT cumpra o seu papel de proporcionar a todo acreano uma BR segura, com conforto para os nossos usuários”, disse.

Assista a reportagem na íntegra:

Compartilhe:

LEIA MAIS

Rolar para cima