booked.net

Funcionário público acusado de indução ao aborto é transferido para Cruzeiro do Sul após prisão

S.S. é solteiro, reside com a mãe e é pai de ao menos 5 filhos.

Compartilhe:

Um funcionário público e pré-candidato a vereador, S. S., foi transferido de Porto Walter para Cruzeiro do Sul pela Polícia Civil após ser acusado de estupro de vulnerável e indução ao estupro de uma menina de 13 anos. A transferência ocorreu na tarde desta segunda-feira, 17, por determinação da justiça a pedido do delegado José Obetanio.

Após passar por exame de corpo de delito, o acusado foi encaminhado para o presídio Manoel Nery, em Cruzeiro do Sul. A adolescente de 13 anos relatou que teve um relacionamento com o homem, resultando em gravidez. Ele teria fornecido 4 comprimidos para induzir o aborto, que ocorreu no dia 1° de junho no banheiro da residência da menor. O feto foi posteriormente descartado em um terreno baldio.

S.S. é solteiro, reside com a mãe e é pai de ao menos 5 filhos.

Com informações do AC24Horas

Compartilhe:

LEIA MAIS

Rolar para cima