booked.net

Sem avanços no PCCR, médicos do Acre podem deflagrar greve esta semana

Sindicato dos Médicos do Acre informou que vai realizar assembleia para discutir possível paralisação

Compartilhe:

Foto: Freepik

O Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) marcou para a próxima quinta-feira, 6, uma assembleia geral extraordinária (AGE) para discutir a possibilidade de uma greve. O motivo é a falta de avanços nas negociações sobre a reforma do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR).

Segundo Rodrigo Prado, vice-presidente do Sindmed-AC, a categoria vem tentando um acordo desde o primeiro mandato do governador Gladson Cameli, mas enfrenta um cenário de desvalorização e cortes irregulares em gratificações e plantões.

“Os médicos estão impacientes e a expectativa é de uma greve, porque a gestão oferece apenas desculpas. Mesmo na pandemia, onde todos os servidores da saúde foram essenciais para combater a Covid, o tratamento da gestão é sempre oferecer migalhas”, afirmou o sindicalista.

Prado destacou que o governo havia prometido entregar uma proposta de PCCR até o final de maio, mas a resposta não chegou. Ele também mencionou que, além da greve, os médicos podem adotar outras formas de protesto para demonstrar sua insatisfação com o descumprimento de acordos.

“Os médicos ainda podem adotar um calendário com outras formas de protesto contra o governo para demonstrar a insatisfação, pois o descumprimento de acordos é recorrente”, finalizou.

Com informações A Gazeta do Acre

Compartilhe:

LEIA MAIS

Rolar para cima