booked.net

Polícia incinera mais de meia tonelada de drogas e gera prejuízo de $ 6 milhões ao mercado do crime

A ação ocorreu em uma olaria na Transacreana e é fruto de diversas operações policiais ocorridas nos últimos meses envolvendo as Polícias Civil, Militar e Federal, bem como o Ministério Público e o Poder Judiciário.

Compartilhe:

Na manhã desta segunda-feira, 24, a Polícia Civil do Acre (PCAC), por meio da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DENARC), com apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), realizou a incineração de mais de meia tonelada de drogas em Rio Branco. A ação ocorreu em uma olaria na Transacreana e é fruto de diversas operações policiais ocorridas nos últimos meses envolvendo as Polícias Civil, Militar e Federal, bem como o Ministério Público e o Poder Judiciário. Esse quantitativo representa um duro golpe no mundo do crime, estimado em mais de R$ 6 milhões.

Segundo o Delegado Titular da Denarc, Dr. Saulo Macedo, a incineração de drogas é um procedimento previsto na lei antidrogas, que determina a destruição definitiva do entorpecente após ser submetido à perícia e com o processo pelo tráfico de drogas já em estágio avançado.

“A DENARC é a delegacia responsável por realizar esse procedimento, o material incinerado nesta data é proveniente de 20 processos distintos por tráfico de drogas, pois essa ação é um passo significativo na luta contra o tráfico de drogas em nosso estado, refletindo um trabalho conjunto entre diversas forças de segurança e instituições judiciais.

A promotora, titular da oitava promotoria criminal, Dra. Aretuza de Almeida Cruz, também enfatizou a relevância dessa operação. “A queima dessas drogas é um marco na nossa atuação contra o narcotráfico. Cada grama incinerada representa menos violência e menos sofrimento para a nossa população. Continuaremos a trabalhar incansavelmente para garantir que o sistema de justiça penal funcione de maneira eficaz, garantindo segurança e justiça para todos”. Disse.

Essa incineração simboliza não apenas a destruição física dos entorpecentes, mas também a continuidade da luta contra o tráfico de drogas no estado do Acre. As autoridades reafirmam seu compromisso em manter a vigilância e a cooperação entre as diversas esferas do poder público para combater o crime organizado.

Assessoria

Compartilhe:

LEIA MAIS

Rolar para cima