logo_oficial.png

Variedades

Marinha reforça o monitoramento e a limpeza dos resíduos na costa do Nordeste

Mais duas praias da Região Metropolitana do Recife amanheceram com manchas do óleo. A Marinha reforçou o monitoramento e a limpeza dos resíduos.

O trabalho é difícil, remover das pedras da praia de Itapuama o óleo que ficou agarrado.
Em outra frente, cinco navios da Marinha estão espalhados em alto-mar, numa faixa de três a 16 quilômetros da costa — exatamente no ponto onde a corrente marítima se divide para o Norte e para o Sul do Brasil e empurra as manchas de óleo para região Nordeste. Uma das embarcações voltou nesta sexta (25) ao porto do Recife com o convés sujo de óleo. Foi reabastecer depois de passar esta semana em alto-mar, de onde retirou 900 quilos de resíduo.
Dos cinco navios, dois saíram no início da tarde desta sexta (25) para o litoral Norte. A Marinha recebeu informações de um possível deslocamento de mancha de óleo para o estado da Paraíba.
“Como o óleo vem pela superfície, há uma dificuldade de detenção por equipamentos eletrônicos. Então há a visualização por olho nu ou por meio de binóculos e, assim que avistado, prontamente efetuamos o recolhimento do resíduo oleoso”, explicou o capitão-tenente Leandro Mainart, comandante do navio.
O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, visitou, nesta sexta (25), Muro Alto, no litoral sul de Pernambuco. Ele anunciou R$ 200 milhões em linhas de créditos para pequenos empresários do setor de turismo no Nordeste.
A limpeza das praias ganhou reforço de uma tecnologia desenvolvidas há três anos por pesquisadores da Universidade Católica de Pernambuco. Eles fizeram um biodetergente para ser usado em usinas termelétricas. Quando o litoral do Nordeste começou a ser atingindo pelo óleo, os pesquisadores adaptaram a fórmula. Com o biodetergente, ficou mais fácil limpar as pedras. O biogel também pode ser usado nos animais. Uma ave toda suja tomou um banho do produto.
“Base vegetal, base natural, ele não vai impactar de maneira nenhuma. A gente está com o compromisso de ajudar”, afirmou a engenheira ambiental Nathália Padilha.
O biodetergente poderia ter ajudado na limpeza de uma ave encontrada suja de óleo no Rio Grande do Norte.
Em Alagoas, 40 militares estão na praia de Barra de São Miguel.
Pernambuco

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image