Juruá Online

Variedades

Corpos de jovens mortas em cachoeira em Capitólio chegam a Oliveira para enterro; outra vítima segue desaparecida

Os corpos das jovens Elayla Chagas Resende Corrêa, de 24 anos, e Helen Cristina Santos de Oliveira, de 27, que morreram em Capitólio, foram velados e enterrados em Oliveira na tarde deste domingo (3).
As duas estavam na Cachoeira de Cascatinha neste sábado (2), quando uma cabeça d’água atingiu o local, arrastou alguns turistas e deixou outros ilhados. A Prefeitura Municipal e Câmara emitiram nota de pesar.
Outras 15 pessoas foram resgatadas com vida, entre elas uma com ferimento nas pernas. Além das mortes, um turista, Jardyan Resende, 23 anos, está desaparecido e buscas foram feitas por mergulhadores e pelo helicóptero Arcanjo. Segundo os bombeiros, ele é irmão de uma das vítimas fatais.
Os corpos das jovens foram levados para a Funerária Santa Cruz e o enterro foi no fim da tarde no Cemitério São Miguel.

Luto
Após o fato, a Prefeitura Municipal e a Câmara dos Vereadores emitiram nota de pesar.
A Prefeitura declarou luto oficial por três dias. Veja na íntegra:
"A Prefeitura Municipal de Oliveira, por meio da Prefeita Cristine Lasmar, Vice-prefeito Chicre Abud, Secretários e Servidores, vem a público manifestar às famílias enlutadas o mais profundo sentimento de pesar pelo falecimento dos Oliveirenses Helen Cristina, Elayla Chagas e Jardyan Resende.
A tragédia aconteceu em Capitólio, sul de Minas Gerais quando foram arrastados pela correnteza. Que suas almas descansem em paz e que Deus conforte seus familiares, amigos e admiradores.
A Prefeita Cristine Lasmar decretou Luto Oficial de três dias. As Bandeiras Oficiais deverão ser hasteadas a meio mastro. Prefeitura Municipal de Oliveira."
Já a Câmara lamentou o fato. Veja nota na íntegra:
"É com profundo pesar que a Câmara Municipal de Oliveira vem, em nome dos vereadores e funcionários, se solidarizar com os familiares dos três jovens oliveirenses tragicamente mortos ontem, em Capitólio, no sul de Minas.
Neste momento, palavras são ineficazes, mas que fique registrada a consternação desta Casa Legislativa pela perda precoce de Helen Cristina, Elayla Chagas e Jardyan Resende."
Resgates
O Corpo de Bombeiros atualizou as informações sobre as vítimas. Ao todo, 15 turistas foram socorridos como vida após o fato e muitos estavam ilhados.
Destes, dez foram retirados pelo helicóptero Arcanjo, sendo que um homem de 48 anos foi socorrido para Santa Casa de Passos com fratura nas pernas. Os militares informaram que ele também é morador de Oliveira. Outras cinco vítimas foram salvas por equipes em terra.
Já as duas jovens morreram após cair no poço dos Cânions, no lago de Furnas. Uma estava ilhada e outra submersa.
Ocorrência
A Marinha do Brasil esclareceu que foi informada pelo Corpo de Bombeiros sobre a ocorrência registrada em Capitólio, por volta das 14h. A informação foi recebida pelo Comando do 1° Distrito Naval.
Segundo os órgãos oficiais, neste sábado (2), uma cabeça d'água atingiu o complexo de cachoeiras na região conhecida como Cascatinha, que deságua no Lago de Furnas, um dos principais pontos turísticos da região, no município de São João Batista do Glória.
Imagens feitas pelo drone de um turista que estava no local mostram o momento da ocorrência e água arrastando o que aparentemente seriam pessoas.
Muitas conseguem sair correndo para as pedras. Outras imagens também mostram turistas ilhados sobre pedras no complexo de cachoeiras (veja acima).
A equipe de inspeção naval da Delegacia Fluvial de Furnas (DelFurnas) foi ao local, onde os bombeiros faziam o resgate das vítimas. Perícias da Polícia Civil também compareceram.
As buscas pelo jovem que está desaparecido começaram no sábado a tarde e se encerraram no início da noite. Depois, retomadas às 7h deste domingo e encerradas no meio da tarde por conta de chuvas na região.

Cabeça d'água
Diferente do fenômeno conhecido como tromba d’água, que é um tornado que acontece tanto na água salgada quanto na água doce, a cabeça d’água acontece depois de uma chuva forte que aumenta o nível do rio e provoca enxurrada por conta do fluxo de água

 

 

 

 

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA