#

Polícia

Forças policiais prendem 11 acusados de integrar quadrilha de roubo de veículos

Estes foram alguns pontos destacados pela Segurança Pública, na manhã desta quinta-feira, 26, durante entrevista coletiva para falar das prisões ocorridas nesta quarta-feira, 25, de 11 suspeitos de integrar um bando criminoso que vinha agindo em Rio Branco no roubo de veículos.

As prisões, que ocorreram em Rio Branco e na cidade de Plácido de Castro, distante cerca de 110 km da capital acreana e que faz divisa com a Bolívia por meio da Vila Evo Morales, foram realizadas pela Polícia Militar e depois encaminhadas à Polícia Civil que deu continuidade aos procedimentos legais.

Durante a coletiva, o delegado Geral da Polícia Civil, José Henrique Maciel Ferreira, destacou o trabalho integrado que vem sendo desenvolvido no Acre, onde a união das forças de segurança tem alcançado resultados satisfatórios com respostas céleres e ações eficazes.

“É bom frisar que estamos trabalhando de forma integrada. Essas duas ocorrências com prisões foram realizadas pela Polícia Militar e em seguida feita o procedimento de flagrante. Isso significa que o sistema de segurança pública está trabalhando com equipes integradas com os departamentos de inteligência, com troca de informações e isso tem resultado em respostas mais céleres, com a diminuição nos índices de criminalidade e com ações mais eficazes, principalmente nos crimes de furtos e roubos que tem ocorrido em nossa capital”, disse Henrique Maciel.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Ulysses Araújo, também enfatizou a importância da união dos trabalhos entre todos os atores do Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), além das tecnologias de monitoramento em vídeo.

“Estamos trabalhando de maneira conjunta, todo o Sistema Integrado de Segurança Pública. Tanto a Polícia Militar como a Polícia Civil tem dado a resposta positiva em todos esses crimes de assalto como de homicídios, no caso especifico da recuperação da Fiat Strada tivemos apoio do Ciosp por meio do cerco eletrônico, utilizamos a tecnológica que ajudou a ação dos policiais na localização e recuperação do veículo e na prisão do primeiro suspeito, que entregou os demais comparsas. A prova do sucesso dessa união de esforços é que no mês de novembro nos tivemos um índice de 71% na recuperação de veículos e agora em dezembro esse número saltou para 90% de veículos recuperados”, destacou o comandante-geral.


Em Plácido de Castro, quatro pessoas foram presas em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Eles estavam hospedados em um hotel da cidade quando foram abordados por policiais militares. O grupo chegou à cidade em um automóvel modelo HB20 de cor branca.

Após serem conduzidos à delegacia do município foi realizada pesquisas nos sistemas de informações de Segurança Pública e aos departamentos de inteligência da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Púbica (Sejusp) e da Polícia Civil, onde foi informado que o veículo encontrado com os suspeitos era monitorado pelas forças policiais por ter sido visto na cena de crime de vários roubos, além de imagens em que o veículo aparece escoltando um outro veículo roubado em Rio Branco e que foi atravessado na fronteira para o lado boliviano.

Os quatro presos foram encaminhados para Rio Branco onde estão sendo investigados por integrar uma quadrilha de roubo de veículos, já que para a polícia eles atuavam como uma espécie de segurança e escolta armada dos executores dos roubos.

Em Rio Branco, outras sete pessoas foram presas por receptação de veículo roubado e indícios de participação em roubos após policiais militares interceptarem um veículo Fiat Strada na cor marrom, que havia sido roubado no bairro Nova Estação, na noite do dia 24 de dezembro.

De acordo com o registro feito pela Polícia Militar, foi recebido informações de que um veículo roubado foi visto trafegando pela BR-364 e durante as buscas o automóvel foi localizado em um posto de combustível no trevo da Estrada do Amapá, no momento em que seu condutor parou para reabastecer.

Em uma rápida consulta foi constatado o roubo do veículo, ocorrido na noite anterior no bairro Nova Estação. O condutor afirmou que apenas estava levando o carro para ser entregue no Ramal Benfica, região do Segundo Distrito, e que tinha recebido o carro no bairro Defesa Civil, localizado na parte alta da cidade.

Em apoio à equipe que realizou o flagrante foram destacadas uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) que foi até bairro Defesa Civil onde prendeu quatro integrantes do grupo, e também do Tático do 2º Batalhão que seguiu até o Ramal Benfica onde prendeu mais duas pessoas. Todos os presos foram encaminhados a Delegacia Central de Flagrantes (Defla) e depois dos procedimentos legais foram levados à sede da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (DCORE).

Na especializada, pelo menos dois dos presos foram reconhecidos por vítimas de roubos ocorridos nos últimos dias em Rio Branco.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image