logo_oficial.png

Polícia

Mercadoria de Comerciante desaparecido foi levada em caminhão baú

A Polícia Civil de Cruzeiro do Sul investiga o desaparecimento de comerciante

Toda mercadoria do comerciante atacadista Raimundo Cabral Mendes, que sumiu desde a última quinta-feira, 28 de novembro, foi retirada do depósito situado no bairro da Cobal em Cruzeiro do Sul, e levada em um caminhão baú. O homem morava sozinho e trabalhava com venda de mercadorias em geral. Segundo testemunhas, ele estava com uma grande quantidade em dinheiro no dia do desaparecimento. A família de Cabral suspeita que o homem tenha sido assassinado.

A motocicleta e a carrocinha que o comerciante utilizava para fazer as entregas ainda está no local. Pelas grades do depósito é possível ver várias latas de cerveja vazia, mas ninguém sabe informar com quem Cabral estava antes de desaparecer. Um amigo que sentiu falta do homem, contou que foi junto com a esposa atrás de informações, quando foi informado sobre o desaparecimento.

“Geralmente ele passava todos os dias, e na segunda feira ele não apareceu, e já fazia mais de três dias que não víamos ele. Chamei minha esposa para ir lá na casa dele, e ao chegar lá bati palmas e não apareceu ninguém. Uma vizinha me informou que desde quinta-feira ele estava desaparecido. Na semana passada ele contou que recebeu uma nota que estava em atraso, de uns R$ 4 mil e estava com mais de R$10 mil”, contou um amigo.

Outra vizinha de Cabral, disse que o homem não costumava receber visitas com medo de assalto, e estranha as latas de cerveja encontrada no estabelecimento comercial.

“Pedimos que a polícia se empenhe mais, não deixe assim essa situação. Ele era um homem trabalhador, e não pode ficar assim”, pediu a vizinha.

O delegado geral Vinícius Almeida explicou que a polícia está em diligências, em busca de solucionar o caso. “A Polícia Civil vem trabalhando neste caso desde que tomamos conhecimento. Fomos na casa da suposta vítima, alguns produtos foram subtraídos. As informações sobre um corpo encontrado não procede, e continuamos com as buscas, acreditando que tão logo teremos maiores informações”, destacou.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image