logo_oficial.png

Cotidiano

Notificações de queimadas caem quase 80% um mês após início da Operação Juruá Sem Queimadas

Na primeira semana de junho, quando a operação foi lançada, foram 44 notificações, agora, na primeira semana de julho, este número caiu para 9

Um mês após o início da Operação Juruá Sem Queimadas, já é possível ver o resultado do esforço da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceira com órgãos ambientais estaduais que atuam incansavelmente na fiscalização e educação ambiental para coibir as queimadas no município.

Linete Maia, coordenadora de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente, explicou que os resultados deste primeiro mês é satisfatório, já que, se comparadas a primeira semana de junho e a primeira semana de julho, houve uma diminuição de 79.5% das notificações.

“Trabalhamos levando a educação para a população e temos notado resultados positivos. Na primeira semana de junho, quando a operação foi lançada, foram 44 notificações, agora, na primeira semana de julho, este número caiu para 9”, explicou.

Linete alertou ainda que a preocupação com as queimadas este ano é ainda maior devido a pandemia do coronavírus, pois a fumaça pode agravar os problemas respiratórios e sobrecarregar o sistema de saúde.

A Operação Juruá sem Queimadas teve início no dia 8 de junho por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) de Cruzeiro do Sul, com apoio da Secretaria de Meio Ambiente do Acre (Sema), Instituto de Meio Ambiente do Acre (IMAC), Defesa Civil Municipal , Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, e o intuito de combater às queimadas na segunda região mais populosa do estado, pratica que anualmente se torna comum nesta época com a chegada do verão amazônico onde há maior escassez de chuvas.

O cabo do Corpo de Bombeiros em Cruzeiro do Sul, Giliarde, explicou que a corporação atua de duas formas: em rondas preventivas feitas diariamente nos bairros de Cruzeiro do Sul e atendendo denuncias.

“Nós saímos em rondas na cidade e nas partes mais distantes e também atendendo denúncias. Há dias tranquilos, e em outros com muitas ocorrências, mas com este trabalho de fiscalização já percebemos que as coisas estão mais tranquilas”, frisou o cabo.

Queimadas são consideradas crime ambiental. Operações ocorrem em todo o estado e segundo o Governo do Acre, multas por queimadas urbanas variam de R$ 400 a R$ 4 mil e prisões podem acontecer a qualquer momento em casos de flagrantes de ilícitos ambientais.

Na região do Juruá, denúncias podem ser feitas pelos telefones 190 e (68) 99935-3330.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image