#

Cotidiano

A pedido da PF justiça prorroga prisão dos 7 presos na Operação Presságio

A justiça prorrogou por mais cinco dias, as prisões de sete pessoas presas pela Polícia Federal durante a Operação Presságio ocorrida na sexta-feira (14) em Cruzeiro do Sul. A decisão foi publicada na tarde desta terça-feira (18). O pedido de prorrogação das prisões temporários por mais cinco dias foi feito pela Polícia Federal com a concordância do Ministério Público.

Entre os presos estão a ex-chefe de gabinete e irmã do prefeito, Idelcleide Cordeiro, o assessor de comunicação, Paulo Sá, a assessora de gabinete e proprietária de uma empresa que presta serviço para Prefeitura, Maria Alcione Siríaco Medeiros, o responsável local pela ONG CBCN, Jocélio Araújo de Melo e a ex-secretária de meio ambiente Rosa Maria Sampaio. Segundo as investigações da Polícia Federal, os presos são suspeitos de participação em suposto esquema de desvio de dinheiro público por meio da ONG CBCN, que mantinha um termo de colaboração para prestar serviço, principalmente na área de limpeza pública.

A investigação durou cerca de dez meses. Além dos sete mandados de prisão foram cumpridos dezenas de mandados de busca e apreensão nas casas, escritórios e nas repartições onde trabalhavam os investigados, entre eles, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul e secretarias municipais. Documentos e materiais eletrônicos foram apreendidos. De acordo com a justiça caso não aconteça a decretação da prisão preventiva, os presos deverão ser colocados em liberdade independentemente de alvará de soltura.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image