Juruá Online

Doentes com Covid são encaminhados do Amazonas para o Acre sem comunicação à Secretaria de Saúde, alertou Cameli

Cumprindo agenda em São Paulo na manhã desta terça-feira, 26, o governador Gladson Cameli se mostrou preocupado com o número de óbitos que chegou a 854 e casos confirmados que ultrapassou os 46.539 no Acre. Ele, que se reúne com o governador João Doria mais tarde, na busca de comprar mais de 1 milhão de doses para o Estado da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, disse que está tentando acelerar o processo de aquisição de imunizantes, mas se disse preocupado com a chegada de pacientes doentes do Estado do Amazonas a todo momento sem combinar com a Secretaria de Saúde do Acre.

“Inicialmente, ativamos 10 leitos para tratamento de Covid-19, se preocupando em não comprometer a nossa estrutura para atender os acreanos, mas de uns dias para cá começou a chegar pacientes de todos os lugares do Amazonas de avião sem ao menos a Sesacre ser notificada. Isso tá errado. Eu tenho que ter compromisso com a nossa população. Eu sei que a situação lá está complicada, mas do jeito que estão fazendo, está chegando o momento de seu ser deselegante. O Amazonas está enviando doentes com Covid-19 sem combinar com a gente e isso está errado”, revelou o governador em entrevista.

Enquanto o Acre registra pouco mais de 46 mil casos da doença, o Amazonas ultrapassou nesta segunda-feira, 25, mais de 250 mil casos e 7.232 mortes. Segundo o boletim da Fundação de Vigilância em Saúde, houve 1.222 novos registros de pessoas com a doença, totalizando 250.935 casos no estado. Do total, 56 mortes ocorreram nas últimas 24 horas e 30 falecimentos foram registrados em dias anteriores, mas confirmados agora.

 
 
 
 
 

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA