Juruá Online

"Toque de recolher" no Acre vai durar 30 dias; entenda como vai funcionar

O decreto que estabelece "toque de recolher" por 30 dias no Acre, das 22h às 6h, a partir desta segunda-feira (25) deve ser publicado em uma edição extra do Diário Oficial do Estado.

A medida proíbe o funcionamento de estabelecimentos dos chamados serviços não essenciais, mas não impede as pessoas de saírem de suas casas.

Aglomerações em espaços públicos ou privados estarão proibidas. Restaurantes, pizzarias, lanchonetes e serviços semelhantes devem, durante o horário de proibição, atender via delivery.

A decisão do governador Gladson Cameli é tomada após o avanço dos casos de covid-19 no Acre e a superlotação dos hospitais com pacientes infectados pelo vírus. O governo espera que essa medida ajude a reduzir o crescimento da doença no Acre para que o estado não sofra à semelhança do Amazonas, Rondônia e interior do Pará, onde há falta de UTI's.

As instituições de Segurança pública (polícias Militar e Civil e Corpo de Bombeiros) vão fiscalizar o cumprimento do "toque de recolher" nas 22 cidades do Acre e estão autorizadas por lei a fechar os estabelecimentos que descumprirem o decreto.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA