Juruá Online

Homem desaparece no Rio Acre ao mergulhar para limpar hélices de motor

 

Um homem de 54 anos de idade, identificado como Raimundo Nonato Alves Pamplona, solteiro e sem filhos, está desaparecido desde a manhã da última segunda-feira 18/01, após entrar no rio Acre. Mais de 24 horas após o desaparecimento, o Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC), mesmo convocado por pessoas que acompanhavam o desaparecido, não compareceu ao local da ocorrência, uma curva do rio Acre próximo à localidade conhecida como Quixadá.
O destino de Pamplona e das pessoas que o acompanhavam no barco em passeio pelo rio Acre, na manhã de segunda-feira, era a vila abandonada às margens do rio na qual foi filmada parte da série televisiva da Rede Globo "De Galvez a Chico Mendes", exibida entre fevereiro a abril de 2007, escrita pela novelista acreana Glória Perez. Parentes do desaparecido disseram que ele e pelo menos outras 22 pessoas embarcaram, num batelão no porto do "Zé do Branco", no bairro da Base, para descer até o Quixadá.
 
O barco em que viajavam as pessoas em companhia do desaparecido
 
Já fora da cidade, o motor do batelão começou a apresentar problemas por causas das folhas de plantas aquáticas que costumam envolver a hélice do motor, causando embaraços à viagem. "O barco parou à margem do rio e ele desceu para água a fim de mergulhar e limpar a hélice. Não mais voltou", relatou á reportagem do Amazônia Agora uma parenta do rapaz. A ocorrência foi registrada por volta das 11 horas da manha.
Desde que perceberam o desaparecimento do rapaz, seus amigos começaram a mergulhar e procurá-lo, mas não mais o encontraram. A ocorrência foi comunicada ao Corpo de Bombeiros mas, de acordo com as denúncias, até o fechamento desta reportagem, às 13h19min, a corporação não havia atendido aos pedidos de socorro.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA