jurua_online_outubro_rosa.png

Acre

Polícia Civil do Acre apresenta balanço de 2020 com 72% dos crimes elucidados

A Polícia Civil do Acre apresentou na manhã desta terça-feira, 29, o balanço de ações desenvolvidas ao longo dos nove meses de 2020. Foram exatos 846 mandados de prisão e 398 mandados de busca e apreensão cumpridos de janeiro a setembro deste ano. As ordens de prisões mais recorrentes são para os crimes de roubo, tráfico de drogas, homicídios, pensão alimentícia e violência doméstica.

 

Como resultado das ações de cumprimento dos mandados de busca e apreensão e das ações policiais, neste período foram contabilizados e 757 quilos de drogas, 1.959 munições e 134 armas de fogo. Além dos inquéritos em andamento, a Polícia Civil do Acre instaurou outros 3.932 para apuração de infrações penais e sua autoria.


Conforme dados da Polícia Civil, do total de mandados de prisões cumpridos, 128 foram executados pelo Núcleo de Captura da Polícia Civil (Necap), com 120 capturados do sexo masculino e oito do feminino. Alguns desses mandados de prisão são cumpridos em desfavor de detentos do sistema prisional, o que acarreta na manutenção da reclusão de presos considerados perigosos longe do convívio social.

 

Ainda de acordo com os dados da Polícia Civil, a Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoas (DHPP) já instaurou e remeteu ao Poder Judiciário 146 inquéritos, além de ter cumprido 53 mandados de prisão e 39 mandados de busca e apreensão, chegando à porcentagem de 72% de elucidação de crimes contra a vida, identificando os autores e colocando-os à disposição da Justiça. Com esses números, a Polícia Civil do Acre se projeta como uma das melhores do país no que diz respeito à elucidação de crimes contra a vida.

 

O diretor-geral de Polícia Civil, Josemar Portes, destaca que as operações foram intensificadas, o que materializa o resultado positivo das ações da instituição no enfrentamento à criminalidade. “A polícia judiciária trabalha de forma pontual para garantir maior efetividade em nossos inquéritos que, por sua vez, são enviados ao Poder Judiciário, dando celeridade principalmente nos casos de pedidos de prisão e de busca e apreensão. Os ativos criminais retirados de circulação demonstram a efetividade do trabalho policial, cumprindo seu papel na manutenção da segurança pública e respeitando sempre a supremacia do interesse público”, ressalta.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image