logo_oficial.png

Acre

Polícia Civil já ouviu duas pessoas sobre a morte de jovem durante assalto no Acre

A Polícia Civil já ouviu duas testemunhas no inquérito que investiga a morte do jovem do Edmundo Silva Melo, de 21 anos, e acredita que a morte pode ter sido latrocínio. Melo foi morto com um tiro de escopeta no pescoço, na noite de sábado (30), durante assalto. Ele estava em uma distribuidora na Rodovia AC-40, km 13, região do Santa Maria, em Rio Branco.

O Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) informou que a vítima estava no local com um amigo, quando uma dupla em uma motocicleta chegou, o garupa desceu, pediu o celular dele e em seguida efetuou o disparo.

Logo após a morte, o caso estava sob investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), mas o caso foi encaminhado à Delegacia Especializada de Combate a Roubos e Extorsões (Dcore). A informação foi confirmada pelo delegado Leonardo Santa Barbara.

“Ele estava até hoje [terça-feira, 2] com a DHPP, mas como teve notícia de que era latrocínio, aí passaram para a Dcore e os investigadores estão trabalhando e tem algumas imagens de lá e estamos tentando identificar o mais breve possível”, informou.

O delegado disse que ainda não há suspeitos de quem tem teria cometido o crime. Logo após o disparo, a dupla fugiu do local em direção ao município de Senador Guiomard, no interior do estado. A guarnição ainda fez buscas pelos suspeitos, mas ninguém foi preso.

“Estamos [analisando] as imagens, ouvindo as testemunhas e estamos com todos os procedimentos investigados e duas testemunhas já foram ouvidas”, concluiu.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image